Ji-Paraná (Ro), 23 de abril de 2019 - 21:57

Notícias

12/02/2019 05:28 Edemar Savariz - Mato Grosso do Norte

Leitos de UTIs no hospital Regional de Alta Floresta podem estar funcionando até maio

Um dos grandes anseios da população de Alta Floresta e região e também uma necessidade é a construção de UTIs (Unidade de Tratamento Intensivo) no Hospital Regional do município. A obra já serviu de promessas políticas de muitos candidatos. 

Segundo a Diretora do Hospital Regional de Alta Floresta, Lúcia Tizo, a construção das UTIs poderá ser finalmente concluída no município. “Nós tivemos a liberação de alguns recursos que estavam bloqueados e fizemos os pagamentos, mas ainda falta um pagamento para a construtora, para que as obras possam recomeçar e terminar em definitivo”, disse a diretora.

“Para terminar a obra, falta o pagamento de R$ 262 mil reais para a construtora, pagamento de serviços que já foram realizados no local. Depois fica faltando a última parcela de R$123 mil para o término da obra, já incluso a parte elétrica, instalação dos equipamentos e a pintura que está orçada em R$93 mil. Se estes recursos forem liberados é possível entregar as UTIs em funcionamento até o aniversário da cidade, no dia 19 de maio”, garante Lúcia.

A diretora conta que para não bloquear os recursos do estado foi feita uma reunião, lavrado em ata, entre o promotor de justiça e o diretor do hospital, ficando acertado que o estado realizasse o pagamento da pintura. “O pagamento de R$ 262 mil já se encontra ajuizado, faltando apenas o juiz liberar o pagamento. Quando este valor for autorizado, e nós conseguirmos o alvará e a obra será retomada”, informa a diretora. 

EQUIPAMENTOS – A diretora do Hospital conta que a maior parte dos equipamentos para o pleno funcionamento das UTIs, já foram adquiridos e muitos já chegaram ao município.

“Já chegaram as 10 camas elétricas, os 10 ventiladores mecânicos, aparelhos que que possibilita que se veja o coração e outros órgãos do corpo. Ele é utilizado quando o paciente precisa ser entubado. As 10 camas elétricas, o autoclave de 300 litros que é o aparelho usado para esterilização e os 8 monitores também estão aqui. Está previsto para serem entregues no dia 07 de março o aparelho de eletrocardiógrafo, as 12 poltronas para acompanhante, sendo que 2 poltronas vai ser instaladas no banco de sangue, a poltrona cirúrgica e os aparelhos de raio X”, informa a diretora. 

Lúcia Tizo disse que vai faltar poucas coisas, mas que a empresa que será contratada para gerenciar as UTIs deverão trazê-las. “Entre os aparelhos que faltam está o da hemodiálise e os ares-condicionados, mas a empresa que vier a ser contratada deverá trazer estes equipamentos. Bem como, materiais do dia-a-dia do hospital”, conta a diretora.

“Algumas empresas já demonstraram interesse, mas é em Cuiabá, na secretaria estadual de Saúde, que define a escolha. São todas empresas médicas de fora, mas já vieram fazer uma vistoria no local e verificar o que está faltando para que, finalmente, estas unidades de UTIs possam entrar em funcionamento”, complementa Lúcia. A obra inclui também uma ala onde serão implantados 9 leitos de UTI, um leito em sala totalmente isolada, banheiros, cozinhas, refeitórios, quarto de repouso dos médicos e enfermeiros, ala para medicamento, esterilização dentre outros.

MATERIAL HUMANO – A diretora informa que uma equipe já fez treinamento e pós-graduação. “Nós já temos alguns enfermeiros, daqui de Alta Floresta, que já fizeram a pós-graduação em UTI para realizar atendimento aos pacientes, mas quando uma empresa assume estas unidades no Hospital, pode trazer a equipe formada. Mas precisamos de mão-de-obra especializada aqui, e ainda falta muitos profissionais nesta área”, disse. 

Para a diretora, o mais importante é a liberação dos recursos. O restante são detalhes que já estão sendo tomadas decisões. “Se os recursos forem liberados, estimamos um prazo de 45 dias para a construtora entregar a obra. Está tudo orçado, fios, pintura, acabamento, mão-de-obra e eletricista. Para isto, só falta a liberação destes recursos”, completa Lúcia. 


 

Copyright © - 2019 AgitoFest – todos os direitos reservados

Fale com a gente

agitofest@agitofest.com.br

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo